Caracterização fenotípica e genotípica de progênies de pupunheira para palmito



1. Resumo

A pupunheira (Bactris gasipaes H.B.K.) é considerada a espécie com maior potencial de produção de palmitos, em substituição aos tradicionais açaí (Euterpe oleracea Mart.) e juçara (Euterpe edulis Mart.). Os objetivos deste trabalho foram estimar alguns parâmetros genéticos associados à avaliação de 31 progênies de meios-irmãos de pupunheiras e classificar as melhores progênies pelo teste de médias de Scott-Knott. O delineamento experimental usado foi o de blocos ao acaso com três repetições, com parcelas experimentais de cinco plantas. As avaliações dos caracteres de altura da planta no momento do corte (APC), diâmetro da planta na altura do colo (DPC) e peso do palmito líquido (PPL) foram realizadas aos 15, 26 e 37 meses após o plantio. A população avaliada apresentou variação genética disponível para seleção e não sofreu efeito de interação com os cortes; o caráter PPL deverá ser testado com maior número de repetições, sendo o caráter mais sensível a efeitos de cortes; a razão entre o coeficiente de variação genética e o coeficiente de variação do erro indica que existem dificuldades nos processos de seleção nos caracteres avaliados; a correlação genotípica entre os caracteres DPC e PPL apresenta-se promissora para facilitar a seleção indireta do caráter PPL pelo caráter DPC. O agrupamento de médias de Scott-Knott classificou as progênies em dois grupos.

Termos para indexação: seleção, parâmetro genético, variação genética, método de melhoramento.

2. Abstract

The pejibaye (Bactris gasipaes H.B.K.) is the species with the best potential in supplying the production of palm heart, in substitution to açaí (Euterpe oleracea Mart.) and juçara (Euterpe edulis Mart.) species, traditionally produced. The objectives of this work were to estimate some genetic parameters associated to the evaluation of 31 pejibayes half-sib progenies and to classify the best progenies, using the Scott-Knott test for means classification. The experimental design was a randomized complete block with three replications, and experimental plots represented by five plants. The evaluations of plant height at the moment of fell (PHF), plant diameter in the base (PDB) and net palm heart weight (PHW) were accomplished 15, 26 and 37 months after the planting. The population presented genetic variability for selection and did not suffer genotype x cut effect; the PHW character should be tested with larger replications as it was the most sensitive character to cut effects; the genetic variation coefficient and the error variation coefficient ratio indicates that there are difficulties in the selection processes for the evaluated characters; genetic correlations among the characters PDB and PHW promise to facilitate the indirect selection for PHW by using PDB. The Scott-Knott means grouping made the distinction of the progenies in two groups.

Index terms: selection, genetic parameters, genetic variation, breeding methods.

3. Introdução

A pupunheira (Bactris gasipaes H.B.K.) é classificada botanicamente como uma planta monóica, perene, pertencente à ordem Arecalis (Mora Urpi, 1992). O palmito é formado por um conjunto de folhas imaturas, envoltas pelas bainhas das folhas mais velhas (Ferreira et al., 1976).

O crescente interesse por essa espécie se deve a suas múltiplas possibilidades de uso. Seus frutos são o principal produto na região Norte do País, apresentando-se como drupas com mesocarpo carnoso, e a farinha obtida é empregada na fabricação de pães, bolos e em rações para animais. O palmito, considerado o produto mais nobre, é muito apreciado por sua textura tenra, baixa fibrosidade, sabor suave e agradável, assim como pelo baixo teor de calorias. Por reunir tais qualidades, trata-se de um produto muito apreciado e com alto potencial de comercialização nos mercados consumidores nacionais e estrangeiros (Bovi, 1993, 1998).

O potencial da pupunheira para fornecer matéria-prima ao processamento de palmito em substituição às espécies juçara (Euterpe edulis) e açaí (Euterpe oleracea), mais utilizadas pelas indústrias de palmito, deve ser avaliado, porque o extrativismo dessas espécies é realizado sem qualquer sistema de manejo. Além disso, a pupunheira apresenta, em relação ao açaí e à juçara, maiores precocidade e rusticidade, alto perfilhamento, melhor qualidade do palmito (palatabilidade, maciez e pouca fibrosidade) e não sofre escurecimento (oxidação) após o corte (Tonet et al., 1999; Chaimsohn, 2001).

Os experimentos que avaliam o potencial e as características genéticas de populações de pupunheira para fins de melhoramento genético, visando produtividade de palmito, são muito recentes, e por isso as informações disponíveis são escassas (Bovi et al., 1992).

O objetivo deste trabalho foi estimar a variabilidade de alguns parâmetros genéticos associados à avaliação de 31 progênies de meios-irmãos de pupunheira e classificar as melhores progênies, pelo teste de médias de Scott-Knott.


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.