Gerência do conhecimento do ISCED – Lubango face a Saúde Pública



  1. Resumo
  2. Introdução
  3. Desenvolvimento
  4. Materiais e métodos
  5. Resultados e discussão
  6. Conclusões
  7. Bibliografia

RESUMO

A gestão escolar existe exactamente para melhorar e que esforços não devem ser definidos por interesses económicos, mas, políticos, éticos, culturais e sociais. Por esta razão a escola deve expandir seus limites, quebrar seus muros, vencer o cerco, o que significa, preparar o aluno para o mundo e provocar nele um diálogo permanente com o mundo. A sociedade angolana necessita de mudanças urgentes e dinâmicas para construção de um novo perfil de profissionais, mudanças que pressupõem: (2)

Uma pedagogia dinâmica que transforme a sala de aula num espaço privilegiado de aprendizagens vivas e enriquecedoras; que o aluno participe activamente na construção do seu conhecimento; um curriculum integrado e não mais fragmentado, à luz dos princípios pedagógicos da transposição didáctica, da interdisciplinaridade e da contextualização; pressupõe, por fim, uma abordagem na qual o conteúdo é um meio e não apenas um fim em si mesmo. (2)

Com base nessas considerações, definimos como objectivo para este trabalho: gerenciar o conhecimento que o ISCED – Lubango possui para a resolução de problemáticas e melhoramento da Saúde Pública em Angola. Para este estudo baseamo – nos nas Teses de Licenciatura realizadas no ano 2006 no ISCED do Lubango que tinham como objectivo realizar uma análise da Saúde pública em areas temáticas tão importantes como malária, HIV/SIDA, doenças hídricas e zoonoses.

Fica evidenciado o potencial e nível científico de estudantes e professors do sector de Biologia do ISCED – Lubango para dar resposta aos problemas de Saúde Pública; os materiais elaborados pelos estudantes e professores constituem uma base material de alto valor científico e actualizado que dá resposta à necessidade de capacitação dos profissionais de Bilogia pertencentes aos Ministérios de Educação e Saúde; com os conhecimentos adquiridos e a base material disponível, o ISCED – Lubango poderá gerenciar actividades de pesquisa e de capacitação pós-graduada nos sectores da Educação e Saúde Pública.

Palavras – chave: Gerência do conhecimento – Educação – Saúde Pública.

I - INTRODUÇÃO

"É preciso que a escola se converta num campo aberto a

todos, que se abra ao mundo exterior, que prepare as

futuras gerações, deixando que a vida invada seus

muros". (B. Eliade) (1)

A gestão escolar existe exactamente para melhorar e que esforços não devem ser definidos por interesses económicos, mas, políticos, éticos, culturais e sociais. Por esta razão a escola deve expandir seus limites, quebrar seus muros, vencer o cerco, o que significa, preparar o aluno para o mundo e provocar nele um diálogo permanente com o mundo. A sociedade angolana necessita de mudanças urgentes e dinâmicas para construção de um novo perfil de profissionais, mudanças que pressupõem: (2)

Uma pedagogia dinâmica que transforme a sala de aula num espaço privilegiado de aprendizagens vivas e enriquecedoras; que o aluno participe activamente na construção do seu conhecimento; um curriculum integrado e não mais fragmentado, à luz dos princípios pedagógicos da transposição didáctica, da interdisciplinaridade e da contextualização; pressupõe, por fim, uma abordagem na qual o conteúdo é um meio e não apenas um fim em si mesmo. (2)

Como consequência de 3 décadas de guerra vividas no País, são notórios os factores relevantes para a disseminação de doenças. A malária continua a ser a principal causa de morbilidade geral. Nos anos recentes, a incidência da doença aumentou de 16% em 2001 para 22% em 2003. Em 2003, a taxa de mortalidade associada à malária era de 35% para as crianças menores de 5 anos e 25% para a mortalidade materna. Somente 10% das mulheres grávidas dormem protegidas por mosquiteiros impregnados com insecticida.Ao mesmo tempo, factores como a rápida urbanização, as migrações e as deslocações forçadas das populações, a elevada taxa de analfabetismo, a poligamia, as relações sexuais desprotegidas, o alto índice de infecções de transmissão sexual (ITS) e, finalmente, a destruição de redes sanitárias, levou a uma limitada qualidade de serviços prestados, bem como a circulação rodoviária internacional de mercadorias no sul do País. Tais factores concorrem igualmente para a rápida disseminação de doenças hídricas, como a cólera, que nos últimos tempos tem causado muitas mortes no seio da população. (3)

Objectivo

Com base nessas considerações, definimos como objectivo para este trabalho: gerenciar o conhecimento que o ISCED – Lubango possui para a resolução de problemáticas e melhoramento da Saúde Pública em Angola.

II – DESENVOLVIMENTO

Em oposição à Pedagogia Tradicional, que tem valores tais como: a disciplina, a transmissão de conteúdos dos professores para o aluno e a memorização; a Pedagogia de Neill, chamada de Educação Humanística, propõe um novo paradigma educacional, com novos pontos de vista, em que o importante é que a criança tenha liberdade para escolher e decidir o que aprender desenvolvendo-se no seu próprio ritmo. É por isso que na Educação Humanística só há aprendizado quando há envolvimento emocional. Para Neill, o importante era que as pessoas pudessem ser capazes de trabalhar com alegria e viver positivamente. (4)  

Na análise da evolução do Sistema Educativo de Angola duas tendências devem ser assinaladas: uma que se prende com a dimensão do sistema, a qual tem revelado uma evolução muito positiva, outra que traduz as deficiências da produtividade do sistema. (2)

Nos últimos três anos, a República de Angola deu passos consideráveis com vista à obtenção da educação primária completa. É importante sistematizar uma acção pedagógica que permita ao aluno  aprender a aprender,   aprender a fazer,   aprender a ser e a aprender a conviver. (3)

No âmbito da Reforma Educativa e da melhoria da qualidade do ensino novos manuais para o nível primário foram já produzidos. A política nacional de prevenção e combate às ITS e VIH/SIDA deve ser implementada no sistema de ensino. (2)

Tudo isso leva-nos à seguinte análise: o Ensino Superior tem que ser obrigatoriamente um Ensino Humanista, onde o estudante seja o sujeito da aprendizagem e não o objecto da aprendizagem, baseando todo o seu intelecto em benefício da Sociedade.É dentro desta perpectiva que a Educação e a Saúde Pública se conjugam e tanto o estudante como o professor universtário devem buscar as vias e métodos para formular projectos que atingam os objectivos anteriormente mencionados. Em tal dimensão é que o nosso trabalho se enquadra ao dar uma idéia exacta da situação real da Saúde Pública na Huíla que pode servir de base para estudos generalizadores por intituições de Educação e Saúde não só a nível de Angola mas também a nível de Africa e de outras nações.

2.1 - MATERIAIS E MÉTODOS

Para este estudo baseamo – nos nas Teses de Licenciatura realizadas no ano 2006 no ISCED do Lubango que tinham como objectivo realizar uma análise da Saúde pública em areas temáticas tão importantes como malária, HIV/SIDA, doenças hídricas e zoonoses.

Utilizaram-se métodos descritivos baseados nas seguintes teses de licenciatura:

1. "NÍVEL DE CONHECIMENTO DOS ALUNOS E PROFESSORES DE BIOLOGIA DA 7ª CLASSE DA ESCOLA "1º DE MAIO" DO LUBANGO, SOBRE AS MEDIDAS PARA ERRADICAÇÃO DA MALÁRIA (PALUDISMO) " Autor: Calandua Lupolo Lombe.


Página seguinte 


As opiniões expressas em todos os documentos publicados aqui neste site são de responsabilidade exclusiva dos autores e não de Monografias.com. O objetivo de Monografias.com é disponibilizar o conhecimento para toda a sua comunidade. É de responsabilidade de cada leitor o eventual uso que venha a fazer desta informação. Em qualquer caso é obrigatória a citação bibliográfica completa, incluindo o autor e o site Monografias.com.